domingo, novembro 26, 2006

Agradecimento e "Sociologia da Segurança e Saúde no Trabalho"

Fui recentemente surpreendido por uma oferta de um leitor do Morrer a Trabalhar. João Carvalho Rolo, sociólogo e apaixonado de há muitos anos por estes temas, teve a gentileza de me oferecer o seu livro Sociologia da Segurança e Saúde no Trabalho.


Na contratapa, está uma breve descrição do seu percurso e do objectivo do livro:

Nasceu em Pego, concelho da Guarda. Frequentou a Faculdade de Direito de Lisboa, mas viria a licenciar-se em Política Social no IES e mais tarde a licenciar-se em Sociologia no ISCTE. Actualmente, desempenha a função de coordenador do Grupo de Actividade Recursos Humanos no Centro de Distribuição da SLE (Grupo EDP).

O presente estudo, enfocado sobre o fenómeno social da (falta de) Saúde e (in)Segurança no Trabalho, é uma síntese da sua vivência, em especial no Sector Eléctrico, de onde poderão ser retiradas sugestões e práticas, para todas as actividades laborais.
O objectivo principal é, como o autor expressa ao longo do texto, "contribuir para que, no Mundo do Trabalho, se possa viver feliz, com Saúde e Segurança".

Ainda não tive tempo para ler o livro com a atenção que ele merece. Mas fá-lo-ei o mais rapidamente possível.

Agradeço sinceramente a oferta. E enche-me de orgulho o facto do Morrer a Trabalhar já ser de leitura obrigatória para muita gente da área.

Ao João, desejo a maior sorte do mundo e o sentimento claro de que irá, com toda a certeza, ultrapassar as dificuldades que se tenham atravessado no seu caminho.

2 comentários:

ivone campos disse...

Olá. Visitei o morrer a trabalhar e fiquei bastante interessada em adquirir o livro mencionado do sociólogo João Carvalho Rolo. Podem indicar-me qual a editora? Ou então o local onde o posso encontra no Porto?
Obrigado
Ivone.campos@gmail.com

J Pinto disse...

Olá Ivone,

Receio não poder ajudá-la. O livro foi editado pela SLE - Electricidade do Sul, pelo seu departamento de comunicação. É uma empresa do grupo EDP. Talvez se a contactar eles possam ajudar.

Cumprimentos
João Pinto