quarta-feira, maio 16, 2007

Perguntas existenciais

O Bloteigas pergunta:

  • Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho; ou
  • Segurança, Higiene e Saúde do Trabalho
Eu, por meu lado, pergunto outra coisa. Porque não...
Segurança e Saúde no Trabalho?
Apenas.

7 comentários:

Bloteigas disse...

Tal como aconteceu há alguns anos (oito para ser mais preciso) com a actual Saúde Ambiental que então perdeu a Higiene, parece-me lógico que entretanto a "Segurança e Saúde do Trabalho" também a perca.

Esperemos que depois não lhe faça falta!

Em relação à minha questão, continuo à espera que acinte as hostes :)

Ricardo Barata disse...

Olá João.

Penso que tudo depende do contexto. Eu utilizo o "do" quando me refiro a "trabalho" como actividade, exemp. "Esta empresa contratou um Técnico de Segurança e Higiene do Trabalho", e "no" quando me refiro ao local, exemp. "Para promover a Segurança e Higiene no Trabalho, esta empresa contratou um Técnico".

Higiene e/ou Saúde??

Considerando o contexto laboral um processo, utilizo "higiene" como input e a "saúde" como output, i.e. sempre que promovo a higiene tendo a melhorar a saúde, uma vez que não posso melhorar a saúde para aumentar a higiene. De qualquer forma quando refiro apenas Saúde, estou também a referir à Higiene, por a 2ª ser predecessora da 1ª.

Normalmente utilizo higiene num contexto de prevenção e saúde associado a resultado/consequência.

Outra questão pertinente ... do Trabalho ou Ocupacional?

Trabalho
substantivo masculino
1. acto ou efeito de trabalhar;
2. exercício de actividade humana, manual ou intelectual, produtiva;
3. esforço necessário para que uma tarefa seja realizada; labor;
4. produção;
5. actividade profissional remunerada; emprego; profissão;
(Do lat. vulg. tripalìu-, «aparelho de tortura composto de três paus»)

Ocupacional
adjectivo 2 géneros

1. relativo a ocupação;
2. que consta do exercício de uma ocupação ou actividade;
PSICOLOGIA terapia/terapêutica ocupacional prática de uma actividade física ou mental com o fim de facilitar a recuperação após uma doença;
(Do ing. occupational, «id.»)

J Pinto disse...

2 comentários!!! Está-se, finalmente, a criar alguma movimentação no Morrer a Trabalhar!!

Primeiro, ao Bloteigas:
O termo usado em Portugal, Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho foi uma invenção nossa. Os ingleses, utilizam o Occupational Safety and Health, os espanhós, Seguridad y Salud laboral ou Prevención de Riesgos Laborales, os franceses, Securité et Santé au travail. Não sei qual a origem desta nossa singularidade, mas parece-me ter sido, como é habitual, para agardar a gregos e troianos...

A distinção entre o uso de no ou do prende-se, efectivamente, com o aquilo que se pretende vincar. Neste contexto, o do utiliza-se quando queremos qualificar o termo anterior ao do com o termo que se lhe segue. Por exemplo, Segurança do Trabalho: a palavra Trabalho qualifica a Segurança. Significa que não é Rodoviária ou Infantil, mas sim do Trabalho. Normalmente, quando falamos de ciências ou tecnologias, utilizamos o do: medicina dotrabalho, psicologia dotrabalho, sociologia do trabalho.

Já o no utiliza-se quando queremos qualificar o termo que segue o no com os que antecedem. Segurança no Trabalho significa que o trabalho se faz, ou não, com Segurança.

Não me parece fazer sentido utilizar o do no termo Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho.

Agora, ao Ricardo:
Eu uso indistintamente "Ocupacional" ou do Trabalho". Aliás, o mesmo é feito em inglês.

Bem, mas parece que necessitamos de um linguísta para nos ajudar aqui. Se alguém quiser dar uma mãozinha...

Obrigado a ambos pelos comentários e questões pertinentes.

Naná disse...

Olá!
Queria apenas dizer que a questão da Higiene, segundo me explicaram é uma disciplina «não-médica» aplicada na prevenção no trabalho, ou seja, visa prevenir e evitar o desenvolvimento de doenças profissionais. A saúde será então a disciplina seguinte quando a higiene falha, porque é o conjunto de medidas médicas para colmatar e reduzir as consequências da doença profissional e dos acidentes.
Quanto a higiene, segurança e saúde do/no trabalho (pra mim é indiferente e também uso em termos contextuais, como o Ricardo Barata referiu), talvez seja mais um preciosismo nacional, visto tendemos a ser mais papistas que o Papa.
Queria também dizer que tenho ido acompanhando todos os posts e só lamento não ter mais tempo para poder deixar os meus comentários, impressões e duvidas com mais assiduidade. Mas vou tentar participar, visto que a troca de ideias, informações e opiniões é sempre uma boa maneira de nos enriquecermos pessoal e profissionalmente!
Bem hajas João pelo teu fantástico blog
Naná

J Pinto disse...

Olá Naná,

Em relação à Higiene do Trabalho, tens razão: é o cunjunto de actividades não médicas que visa prevenir as doenças profissionais. Pode ser no âmbito da exposição ao ruído, da exposição de poluentes químicos, ou em outras áreas.

Já quanto à Saúde, não concordo contigo. Àquilo a que te referes, À
às actividades médicas, chama-se medicina do trabalho.

Em relação ao teu núltimo parágrafo, não podia estar mais de acordo contigo: a troca de opiniões é que nos faz crescer profissionalmente.

Volta sempre e não hesites em colocar todas as questões, dúvidas e comentários que tenhas.

Um abraço

J Pinto disse...

Esqueci-me de agradecer o elogio ao Morrer a Trabalhar. Obrigado e vai passando por cá e deixando os teus comentários.

Anónimo disse...

Olá.

Gostava apenas de partilhar a minha opinião quanto a estas dúvidas. Segurança, Higiene e saúde sim, NO trabalho, porque é relativamente ás questões de trabalho que se pretende implementar e fazer cumprir todas as regras de segurança, higiene e saúde, não?

Quanto a Higiene /Saúde as duas coisas não se misturam pois Saúde fala-se quando se inclui os serviços de medicina no trabalho. Higiene diz respeito a todos os aspectos físicos, químicos e biológicos do trabalho que se devem considerar quando se trabalha nesta área.

É só uma opinião...

Um abraço a todos.